Boeing anuncia a família 737 “MAX”

A Boeing anunciou nesta terça-feira (30/08), a versão “remotorizada” da atual família 737NG.

Com o nome oficial de 737 MAX, a nova família surge para rivalizar com as aeronaves da família A320Neo da Airbus. Equipados com motores Leap-1B da CFM International, as variantes da Boeing foram batizadas de 737 MAX 7, 737 MAX 8 e 737 MAX 9 assemelhando-se atualmente ao 737-700, 737-800 e 737-900ER, respectivamente.

A nova família MAX oferece 7% a menos no custo operacional comparado ao A320Neo. Espera-se que a economia de combustível fique em torno de 16% em comparação o atual A320 e 4% a menos que o futuro A320Neo. Em comparação com a atual família NG, os novos jatos serão de 10% a 12% mais econômicos.

Continue lendo

American Airlines anuncia compra de 460 aeronaves

A American Airlines anunciou uma mega compra junto à Boeing e Airbus para a aquisição de 460 aeronaves de corredor único.

A AMR (empresa controladora da American Airlines) confirmou a aquisição de 260 aeronaves da Airbus, sendo 130 da atual família A320, sendo a primeira entrega a partir de 2013, os pedidos terão flexibilidade para mudança entre as versões A319 e A321. A companhia também confirmou interesse em adquirir 130 aeronaves da futura família A320Neo, com a primeira aeronave chegando a partir de 2017.

Já com a Boeing, longa parceira da American Airlines, foi confirmada a compra de 200 aeronaves da família 737NG. Esse pedido será dividido entre a atual geração e caso a Boeing opte por introduzir um modelo redesenhado e com novos motores. A American Airlines aposta que a Boeing irá “re-motorizar” sua atual geração de narrowbodies ao invés de partir para um design novo.

A American, que possui atualmente uma frota de 156 aeronaves 737-800 em operação, espera receber as novas aeronaves deste pedido a partir do começo de 2013.

“A American pretende adquirir 460 aeronaves de corredor único da família 737 da Boeing e A320 da Airbus, com as primeira entregas começando em 2013 e se estendendo até 2022. Essa é a maior encomenda de aeronaves na história da aviação”, disse um porta voz da companhia.

Estima-se que o valor do pedido seja em torno de US$13 bilhões.

Boeing descarta substituto para o 757

A Boeing descartou o desenvolvimento de uma nova aeronave de corredor único com capacidade para mais de 220 passageiros, para substituição do 757. No lugar, a fabricante focará no estudo de um substituto para o 737NG, aumentando a capacidade do atual 737-700 (145 assentos) e 737-800 (180 assentos).

“Muitas pessoas e companhias estavam nos encorajando a desenvolver uma nova aeronave de corredor único, mais larga”, revelou Jim McNerney, presidente da Boeing, descartando a possibilidade.

“O primeiro passo é substituir o produto principal que temos hoje, que poderemos aumentar um pouco sua capacidade”, disse, referindo-se à mudanças no sucessor do 737NG.

Para preencher o espaço entre o novo 737 e as outras aeronaves de grande porte da Boeing, poderia ser lançado uma nova variante do 787, com menor capacidade.

A companhia ainda pretende adotar a opção de re-motorizar o atual 737NG, partindo para o que a Airbus adotou com o A320Neo. Porem, essa possibilidade será escolhida somente se os estudos de uma nova aeronave fracassarem, o que será avaliado em até nove meses.

A nova aeronave, que entraria em serviço em 2019 ou 2020 teria como objetivo a economia de 20% de combustível e custos operacionais. Jim Albaugh, presidente da divisão de jatos comerciais da Boeing, afirmou que um 737 re-motorizado entraria em serviço em 2016 ou 2017 e teria uma economia de 8% no consumo de combustível se comparado ao A320Neo.

Gol planeja aposentar o 737-300

A Gol Linhas Aéreas revelou planos para aposentar finalmente o 737-300.

Em uso na companhia desde sua fundação em 2001, a aeronave vem sendo gradualmente substituída pelo 737NG, mais econômicos e tecnologicamente mais avançados.

Durante os últimos dois anos, o 737-300 foi sendo tirado da malha aérea da companhia, permanecendo em voos específicos como para Porto Seguro, porem, esse ano, a aeronave é utilizada em caráter de reserva, substituindo outros jatos em situações de urgência.

Atualmente a Gol possui somente um 737-300, que será devolvido a seu arrendador até o final de agosto.

De acordo com Fernando Rockert de Magalhães, diretor vice-presidente técnico da Gol, o próximo passo da companhia é certificar seu Centro de Manutenção, localizado no aeroporto de Confins/MG, junto à FAA, órgão da aviação americana, até o final de 2011, abrindo a possibilidade de dar manutenção à aeronaves de terceiros, pois o Centro ja é homologado pela ANAC para a manutenção a jatos 737-300, 737NG e 767.

Gol inaugura novo hangar de manutenção

Ainda nessa semana, a Gol Linhas Aéreas iniciará operações em um terceiro e novo hangar, no Centro de Manutenção da companhia, situado no aeroporto de Confins, Belo Horizonte.

A inauguração oficial, no entanto,  será somente no dia 15 de março, em cerimônia comemorativa.

Com essa nova estrutura, a frota da companhia poderá chegar a 120 aeronaves.

O novo hangar possui 79.86m² e faz parte de um plano de expansão da manutenção da Gol, que concentrará nas novas aeronaves que a companhia está recebendo e espera receber.

Porem, a Gol está mudando o foco em suas aeronaves, irá retornar cerca de seis Boeing 737-800 esse ano e irá trocá-los pelo mesmo modelo, mas equipados com o pacote Short Field Performance (SFP), capaz de pousar e decolar em pistas curtas.

Alem disso, a Gol revelou que irá instalar winglets em todas as aeronaves do tipo 737-700, incluindo as que operam com as cores da Varig.

Gol prepara-se para modernização da frota

A Gol Linhas Aéreas prepara-se para iniciar um processo de modernização dos aviônicos de suas aeronaves, que viabilizará procedimentos de precisão em pousos, baseados no GPS, como o GNSS (Global Navigation Satellite Systems) e o RNP (Required Navigation Performance).

A companhia instalará os novos sistemas, que serão compatíveis com a rede de satélites Iridium, e permitirá a comunicação via voz ou texto entre aeronave, controle de tráfego aéreo e o sistema de ACARS (Aircraft Communication Addressing and Reporting System) da companhia.

Os procedimentos de precisão por GPS são mais eficientes e economizam mais combustível que os procedimentos de não precisão, como VOR, NDB e aproximações visuais.

O processo de instalação dos aviônicos começará em maio e será feito no Centro de Manutenção da Gol, localizado no aeroporto de Confins, Minas Gerais. Todas as 109 aeronaves 737 Next Generation da Gol e da Varig, receberão o novo pacote.

Flight Watch: TUIfly 737NG

flightwatch

No Flight Watch de hoje, trazemos mais um lançamento da Just Planes, a rotina a bordo da companhia TUIfly a bordo dos 737NG (700/800).

Confira: