Anúncios
  • Tradução:

  • Você Sabia?

    Antigamente conhecido como 7E7, o atual Boeing 787 é a primeira fase de um projeto ambicioso da Boeing, chamado Yellowstone Project, que visa substituir toda a frota atual de aeronaves oferecidas pela fabricante, por um novo conceito de aeronaves fabricadas com materiais compostos e tecnologia avançada.
  • 787 Flight Test:

    Status do programa de testes do 787:

    ZA001 | 1295 hrs, 50 min.
    ZA002 | 925 hrs, 30 min.
    ZA003 | 528 hrs, 35 min.
    ZA004 | 806 hrs, 20 min.
    ZA005 | 749 hrs, 50 min.
    ZA006 | 320 hrs, 05 min.
    ZA102 | 350 hrs, 30 min.

    Total: 4,976 hrs, 40 min.
    Atualizado em: 06/09/2011

    Status do Desenvolvimento:
    787 recebe certificação da FAA e EASA!
  • Visitas:

    • 242,115 apaixonados por aviação visitaram esse blog

Emirates poderá usar o A380 para o Brasil

A companhia Emirates demonstrou interesse em usar o Airbus A380 em rotas para o Brasil, porem, necessita de adequações no aeroporto de Guarulhos/SP, para comportar o jato.

A aérea fez um pedido à Infraero no final de 2009, sugerindo que gostaria de substituir a aeronave dos voos EK261/EK262, para o A380, com capacidade para 517 assentos em três classes, ao contrário do 777-300ER atualmente usado, que possui capacidade para 358 passageiros, também em três classes.

A Infraero informou que está em constante conversa com a Emirates, para viabilizar as modificações em Guarulhos para a adequação do A380.

Foi apurado quais seriam algumas das mudanças a serem feitas no aeroporto de São Paulo:

  • Adequação no terminal de passageiros para o check-in e embarque de mis de 500 passageiros.
  • Devido à envergadura da aeronave, uma das pistas de táxi deveria ser interditada no momento da utilização pelo jato.
  • Enquanto a aeronave fica em trânsito no aeroporto (espaço de tempo entre desembarque e embarque), deverá ficar na região onde hoje ficam as aeronaves de extintas companhias aéreas

Técnicos da Infraero disseram que não seria possível adaptar o aeroporto ao A380, sem que seja feito alguma obra de médio/grande porte. Já os técnicos da ANAC foram favoráveis à vinda do gigante ao Brasil, desde que a Infraero faça algumas modificações necessárias.

Alem da Emirates, outras companhias como a Lufthansa, Singapore e Air France, também demonstraram interesse em trazer o A380 para o Brasil.

Anúncios