Boeing anuncia a família 737 “MAX”

A Boeing anunciou nesta terça-feira (30/08), a versão “remotorizada” da atual família 737NG.

Com o nome oficial de 737 MAX, a nova família surge para rivalizar com as aeronaves da família A320Neo da Airbus. Equipados com motores Leap-1B da CFM International, as variantes da Boeing foram batizadas de 737 MAX 7, 737 MAX 8 e 737 MAX 9 assemelhando-se atualmente ao 737-700, 737-800 e 737-900ER, respectivamente.

A nova família MAX oferece 7% a menos no custo operacional comparado ao A320Neo. Espera-se que a economia de combustível fique em torno de 16% em comparação o atual A320 e 4% a menos que o futuro A320Neo. Em comparação com a atual família NG, os novos jatos serão de 10% a 12% mais econômicos.

Continue lendo

Anúncios

American Airlines anuncia compra de 460 aeronaves

A American Airlines anunciou uma mega compra junto à Boeing e Airbus para a aquisição de 460 aeronaves de corredor único.

A AMR (empresa controladora da American Airlines) confirmou a aquisição de 260 aeronaves da Airbus, sendo 130 da atual família A320, sendo a primeira entrega a partir de 2013, os pedidos terão flexibilidade para mudança entre as versões A319 e A321. A companhia também confirmou interesse em adquirir 130 aeronaves da futura família A320Neo, com a primeira aeronave chegando a partir de 2017.

Já com a Boeing, longa parceira da American Airlines, foi confirmada a compra de 200 aeronaves da família 737NG. Esse pedido será dividido entre a atual geração e caso a Boeing opte por introduzir um modelo redesenhado e com novos motores. A American Airlines aposta que a Boeing irá “re-motorizar” sua atual geração de narrowbodies ao invés de partir para um design novo.

A American, que possui atualmente uma frota de 156 aeronaves 737-800 em operação, espera receber as novas aeronaves deste pedido a partir do começo de 2013.

“A American pretende adquirir 460 aeronaves de corredor único da família 737 da Boeing e A320 da Airbus, com as primeira entregas começando em 2013 e se estendendo até 2022. Essa é a maior encomenda de aeronaves na história da aviação”, disse um porta voz da companhia.

Estima-se que o valor do pedido seja em torno de US$13 bilhões.

Boeing descarta substituto para o 757

A Boeing descartou o desenvolvimento de uma nova aeronave de corredor único com capacidade para mais de 220 passageiros, para substituição do 757. No lugar, a fabricante focará no estudo de um substituto para o 737NG, aumentando a capacidade do atual 737-700 (145 assentos) e 737-800 (180 assentos).

“Muitas pessoas e companhias estavam nos encorajando a desenvolver uma nova aeronave de corredor único, mais larga”, revelou Jim McNerney, presidente da Boeing, descartando a possibilidade.

“O primeiro passo é substituir o produto principal que temos hoje, que poderemos aumentar um pouco sua capacidade”, disse, referindo-se à mudanças no sucessor do 737NG.

Para preencher o espaço entre o novo 737 e as outras aeronaves de grande porte da Boeing, poderia ser lançado uma nova variante do 787, com menor capacidade.

A companhia ainda pretende adotar a opção de re-motorizar o atual 737NG, partindo para o que a Airbus adotou com o A320Neo. Porem, essa possibilidade será escolhida somente se os estudos de uma nova aeronave fracassarem, o que será avaliado em até nove meses.

A nova aeronave, que entraria em serviço em 2019 ou 2020 teria como objetivo a economia de 20% de combustível e custos operacionais. Jim Albaugh, presidente da divisão de jatos comerciais da Boeing, afirmou que um 737 re-motorizado entraria em serviço em 2016 ou 2017 e teria uma economia de 8% no consumo de combustível se comparado ao A320Neo.

Avianca Brasil operará o Airbus A318

A Avianca Brasil receberá em breve seu primeiro Airbus A318, com capacidade para 132 passageiros em classe única.

Essa será a primeira companhia brasileira a operar o menor jato da família A320.

A aeronave da Avianca, que terá prefixo PR-AVH, foi arrendada da LAN Airlines, onde operou com o prefixo CC-CVA, desde 2007 até o mês passado.

Lufthansa é a mais nova cliente do A320Neo e do 777F

A Airbus está comemorando a adesão de mais uma grande companhia com o A320Neo, pois hoje, a diretoria da Lufthansa aprovou a aquisição de 30 aeronaves, em um negócio estimado em $2.8 bilhões.

No pedido a companhia estabelece a compra de 25 A320 e cinco A321, todos com as melhorias do pacote Neo. Com esse pedido, a Lufthansa se estabelece como a maior operadora de aeronaves da Airbus no mundo, com uma frota que passará para 443 aeronaves da fabricante.

“Saudamos a decisão da Lufthansa pelo A320Neo, aeronave que irá melhorar o crescimento na frota da empresa. Desde Dezembro do ano passado, o programa Neo conquistou o mercado e atraiu mais de 330 comprometimentos de diversas companhias”, disse John Leahy, executivo-chefe de operações da Airbus.

A Lufthansa ainda confirmou interesse em adquirir o 777 cargueiro, para sua divisãol, porem, não confirmou nenhum pedido.

Cathay Pacific encomenda mais aeronaves

A Cathay Pacific, companhia baseada em Hong Kong, anunciou encomendas firmes junto à Boeing e Airbus para a compra de novas aeronaves de longo alcance.

Com a Boeing, a aérea confirmou pedidos para dez aeronaves 777-300ER, em um negócio estimado em $2.8 bilhões. Com esse pedido, a Cathay passará a operar 46 aeronaves desse modelo.

Já com a Airbus, a Cathay anunciou pedidos firmes para 15 aeronaves A330-300, equipadas com motores Rolls Royce Trent 700 e com entregas previstas a partir de 2013.

ILFC confirma pedido de novas aeronaves

A International Lease Finance (ILFC), uma das maiores empresas de leasing dos Estados Unidos, confirmou pedidos firmes com a Boeing e a Airbus.

Com a fabricante européia, a ILFC confirmou pedidos para 100 aeronaves da futura família A320Neo, sendo 75 A320 e 25 A321. Na escolha dos motores, a Pratt & Whitney com seu motor PW1000G foram os escolhidos para equipar pelo menos 60 aeronaves do pedido.

A companhia também retirou o pedido que havia feito para dez A380.

Ja com a Boeing, a ILFC assinou pedidos firmes para a compra de 33 aeronaves do modelo 737-800, equipadas com o novo Sky Interior, entre outras melhorias como redução no arrasto e o novo motor CFM56-7BE.

A Boeing confirmou as primeiras entregas para o início de 2012.