• Tradução:

  • Você Sabia?

    Antigamente conhecido como 7E7, o atual Boeing 787 é a primeira fase de um projeto ambicioso da Boeing, chamado Yellowstone Project, que visa substituir toda a frota atual de aeronaves oferecidas pela fabricante, por um novo conceito de aeronaves fabricadas com materiais compostos e tecnologia avançada.
  • 787 Flight Test:

    Status do programa de testes do 787:

    ZA001 | 1295 hrs, 50 min.
    ZA002 | 925 hrs, 30 min.
    ZA003 | 528 hrs, 35 min.
    ZA004 | 806 hrs, 20 min.
    ZA005 | 749 hrs, 50 min.
    ZA006 | 320 hrs, 05 min.
    ZA102 | 350 hrs, 30 min.

    Total: 4,976 hrs, 40 min.
    Atualizado em: 06/09/2011

    Status do Desenvolvimento:
    787 recebe certificação da FAA e EASA!
  • Visitas:

    • 246,064 apaixonados por aviação visitaram esse blog
  • Anúncios

TAM terá voo para Cidade do México

A partir de 30 de Outubro a TAM Linhas Aéreas iniciará seu voo diário entre São Paulo e Cidade do México.

A operação será realizada por uma aeronave A330, com capacidade para 223 passageiros em três classes.

O voo 8112 decola do aeroporto de Guarulhos às 09:25 e pousa na Cidade do México às 15:00. Na volta, o voo 8113 decola de solo mexicano às 17:25 e pousa em terra tupiniquim às 06:55 (horários locais).

Anúncios

Lufthansa poderá operar o 747-8 para a Argentina

A Lufthansa, cliente de lançamento da versão de passageiros do 747-8 Intercontinental, anunciou que deverá utilizado o novo “jumbo” em rota ligando Franfurt à Buenos Aires.

De acordo com a companhia, devido às características da nova aeronave e de mercado, o 747-8 poderá ser usado também em voos ligando Frankfurt à Cidade do México.

Cerca de 16% mais eficiente que o 747-400, o novo gigante da Boeing deverá ser entregue para a Lufthansa até o final de 2011. Com 20 pedidos firmes, a companhia alemã deverá receber as aeronaves até 2014.

Aeronave da Aeroméxico é sequestrada

logo_aeromexico_737

Um 737-800 da Aeroméxico, com 104 passageiros, operava o voo 576 quando foi sequestrado em Cancún e obrigado a pousar no aeroporto da Cidade do México.

Informações iniciais apontaram sequestradores bolivianos que demandavam uma conversa com o presidente mexicano, Felipe Calderón.

Eles tentaram entrar no cockpit do avião, mas não obtiveram êxito.

A aeronave, prefixo EI-DRA, pousou no aeroporto Ministro Juan Molinar, e logo foi cercada pela polícia federal mexicana.

Após 45 minutos de negociações, os sequestradores libertaram os passageiros e a tripulação. Logo em seguida, eles foram detidos pela polícia.

Adriana Romero, uma das passageiras do voo, disse a uma TV mexicana que não percebeu o sequestro até o pouso. “Nós só percebemos que era um sequestro quando vimos os carros de polícia.”