Emirates poderá usar o A380 para o Brasil

A companhia Emirates demonstrou interesse em usar o Airbus A380 em rotas para o Brasil, porem, necessita de adequações no aeroporto de Guarulhos/SP, para comportar o jato.

A aérea fez um pedido à Infraero no final de 2009, sugerindo que gostaria de substituir a aeronave dos voos EK261/EK262, para o A380, com capacidade para 517 assentos em três classes, ao contrário do 777-300ER atualmente usado, que possui capacidade para 358 passageiros, também em três classes.

A Infraero informou que está em constante conversa com a Emirates, para viabilizar as modificações em Guarulhos para a adequação do A380.

Foi apurado quais seriam algumas das mudanças a serem feitas no aeroporto de São Paulo:

  • Adequação no terminal de passageiros para o check-in e embarque de mis de 500 passageiros.
  • Devido à envergadura da aeronave, uma das pistas de táxi deveria ser interditada no momento da utilização pelo jato.
  • Enquanto a aeronave fica em trânsito no aeroporto (espaço de tempo entre desembarque e embarque), deverá ficar na região onde hoje ficam as aeronaves de extintas companhias aéreas

Técnicos da Infraero disseram que não seria possível adaptar o aeroporto ao A380, sem que seja feito alguma obra de médio/grande porte. Já os técnicos da ANAC foram favoráveis à vinda do gigante ao Brasil, desde que a Infraero faça algumas modificações necessárias.

Alem da Emirates, outras companhias como a Lufthansa, Singapore e Air France, também demonstraram interesse em trazer o A380 para o Brasil.

Anúncios

Emirates anuncia voo para Rio de Janeiro e Buenos Aires

A Emirates anunciou que, a partir de 3 de janeiro de 2012, terá um voo diário para Buenos Aires, com escala no Rio de Janeiro.

O voo EK247 decolará de Dubai às 07:05 (horário local) e chegará ao Rio de Janeiro às 15:35. Do aeroporto do Galeão o voo decola às 17:20 e chega à Buenos Aires às 19:30.

O voo de retorno, EK248, decola às 21:30 do aeroporto argentino de Ezeiza e chega às 01:20 à capital carioca, de lá decola às 02:55, chegando em Dubai às 22:35.

O voo será operado com aeronaves 777-300ER, com capacidade para 354 assentos, configurados em três classes: oito assentos na primeira classe, que oferece suítes aos passageiros; 42 assentos na classe executiva, e 304 na econômica.

Foto da Semana

A340-500 da Emirates, prefixo A6-ERE, no aeroporto de Christchurch, Nova Zelândia.

Foto por: Lee Moore

Você tem uma foto e gostaria que ela fosse analisada para o “Foto da Semana” ?
Então, envie um email contendo: seu nome, a foto em tamanho real e os dados para flightlifebr@gmail.com

Imagem da Semana

777-300ER da Emirates no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York.

Imagem por: MDK

Você tem uma imagem e gostaria que ela fosse analisada para o “Imagem da Semana” ?
Então, envie um email contendo: seu nome, a foto em tamanho real e os dados para flightlifebr@gmail.com!

A380 da Emirates é danificado por caminhão de catering

A Emirates teve de remover um A380 de serviço, após a ponte superior de um caminhão de catering, desabar, danificando parte da asa da aeronave.

A aeronave, prefixo A6-EDE, se preparava no aeroporto canadense de Toronto, para o voo EK242, de retorno para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

De acordo com investigadores dos transportes canadense, um problema no suporte responsável por içar a ponte superior do caminhão, fez com a mesma desabasse repentinamente e violentamente, causando avarias na asa do A380. O caminhão é propriedade da CLS Catering Services, grupo formado pela união da Cathay Pacific e da LSG Sky Chefs.

A aeronave ficará fora de serviço até que uma análise mais detalhada seja feita.

Foto da Semana

777-300ER da Emirates, prefixo A6-ECJ, em Sidney.

Foto por: Chris P Denton / Airliners.net

Você tem uma foto e gostaria que ela fosse analisada para o “Foto da Semana” ?
Então, envie um email contendo: seu nome, a foto em tamanho real e os dados para flightlifebr@gmail.com!

Airbus e Rolls Royce sugerem que A380s fiquem no solo

A Airbus e a Rolls Royce emitiram um comunicado para que todos os operadores do A380 com motores Trent 900, mantenham as aeronaves em solo até que os motores sejam inspecionados antes da próxima decolagem.

O comunicado vem imediatamente após um A380 da Qantas sofrer uma falha não contida em um de seus motores.

Dos atuais operadores do A380, a Singapore Airlines revelou que irá atrasar todos os voos do gigante, para que a inspeção apropriada seja conduzida.

A Lufthansa informou que não houve tempo para efetuar a inspeção em um A380 que faria o voo LH572, que iria de Frankfurt(Alemanha) para Joanesburgo (Africa do Sul), no lugar, a companhia usou um A340-600.

Air France e Emirates não foram afetadas, pois os A380 utilizam motores GP7200, da Engine Alliance.